Fernanda Heinz Figueiredo

Paulistana com um pé no mar e outro no mato, abandonou a profissão de advogada de telecom e, cursando especialização em educação e comunicação ambiental na Espanha, fez uma revisão total em seu trabalho, estilo de vida e hábitos de consumo. Dedica-se hoje, juntamente com seus parceiros da Aiuê, à produção de conteúdo e eventos que tratam de temas que considera relevantes para uma sociedade mais criativa, saudável e responsável. Sementes do Nosso Quintal (2014), seu primeiro longa, retrata a experiência de sua primeira escola quintal, a Te-Arte, e foi premiado pelo público da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e do Festival du Film d’Éducation na França. Entre outros projetos, dedica-se hoje à curadoria e direção geral da Ciranda de Filmes e à concepção e direção de filmes e séries para a TV e o cinema sobre arte e cultura brasileiras e desenvolvimento sustentável.

Aiuê

Uma jovem produtora independente de conteúdo audiovisual, com foco e expertise em cultura, educação e desenvolvimento humano e ambiental. Nascemos já na nova onda da tecnologia digital e no novo ciclo virtuoso do audiovisual brasileiro.

 

Nossa equipe tem formação diversa e a abordagem do nosso trabalho é transdisciplinar. Trabalhamos também coletivamente com colaboradores de diferentes áreas da produção artística e audiovisual e de conteúdo cultural, educacional e socioambiental. 

Jorge Saad Jafet

Pescador submarino e nadador de águas abertas que sempre foi melhor de conteúdo do que de forma, percebeu ao longo dos anos que sua missão é escrever e realizar documentários combativos. Advogou em telecomunicações e entretenimento até 2004, quando recebeu uma Bolsa para Especialização em Documental Criativo na ESCAC (Espanha). No mesmo ano, teve seu primeiro roteiro premiado no DOCTV - SP. O agitado ano lhe rendeu a formação como documentarista, o instigante documentário “Violência S.A.” e a certeza de que poderia continuar defendendo causas e contando causos por meio da narrativa audiovisual. É responsável pela direção geral e produção executiva na Aiuê. Em 2018, além dos projetos em produção na casa, está à frente da direção de duas séries documentais fora, “O Brasil e seu duplo”, de Luiz Eduardo Soares, pela produtora Acere, e “Ver o invisível”, com Leandro Karnal, pela Cine Group.

André Saad Jafet

Criador intuitivo e um natural transgressor de regras muito rígidas, André sempre encontrou bom trânsito no mundo da publicidade. Após trabalhar em grandes agências como DM9DDB e AFRICA, sempre atuando na área de cinema, montando e dirigindo filmes publicitários, fixou-se na Zeppelin Filmes por mais de 5 anos. Seus sócios na Aiuê, então, o seduziram para o lado bom da força quando as coisas começaram a acontecer para a produtora, à qual se associou em 2011. Logo de cara montou e finalizou o premiado longa-metragem Sementes do Nosso Quintal (vencedor de melhor documentário na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo) e assumiu a coordenação do projeto Capital Natural. Aqui na produtora responde pela finalização, montagem e ritmo de todos os projetos da casa, onde também atua como diretor em algumas séries.